Project: Links Library

Tem muita coisa legal no mundo! Vou aproveitar e guardar (pra mim) e compartilhar (com vocês)

#24 – Sou daquelas

Deixe um comentário

Sou daquelas que ama – e favorita, compartilha, manda link pra todo mundo, imprime, cola na agenda, cola na parede, twitta – todo e qualquer texto de reflexão sobre a felicidade. Sobre o que queremos, o que buscamos, o que precisamos reivindicar e abdicar da nossa vida nessa constante busca por um mundo melhor, por uma vida mais plena. Tenho vontade de escrever sobre isso, mas não sei se aqui é lugar ou hora pra isso. Mas eu vou escrever mesmo assim, porque esse blog é meu e ninguém, ou pelo menos quase ninguém, lê ele.

Não sei se isso acontece comigo porque eu tenho só 19 anos. Não sei se essa é uma sensação momentânea ou um sentimento real e contínuo. Mas eu tenho plena certeza que sou feliz. Não é questão de ter momentos de felicidade, pelo menos não no meu caso. Não é questão de estar feliz em todos os momentos da vida. É questão de você passar por um zilhão de perrengues, de você ter vontade de chorar várias vezes por dia, de você estar em um meio onde não concorda com muita coisa, mas de que você chega em casa no final do dia e se sente bem, se sente completa. É questão de você querer reviver mesmo as coisas que não te fazem bem, porque elas transformam a sua vida na vida real. E você gosta da sua vida real? Você consegue olhar para todas as coisas ruim que te acontecem e ainda assim sentir um frio na barriga de felicidade? Eu sinto. E não é momentâneo. É todo dia, toda hora, como nunca tinha acontecido antes na vida.

 

Ficar no escritório até tarde da noite, chegar em casa cansada, pressão por $$$, brigas com namorado/família. Muita gente, muitos blogs, muitos filósofos dizem por aí que a gente precisa abdicar de todas essas coisas estressantes para se dar bem. E se eu gostar desse stress todo? Se esse stress me fizer chegar em casa às 23 horas de uma segunda-feira, podre de cansada e querendo férias, e mesmo assim eu desejar ansiosamente um outro dia igual a esse que passou? Essas coisas me fazem feliz, essas coisas fazem a adrenalina percorrer pelo meu corpo com mais intensidade e vontade de viver a vida. Eu queria dividir esse sentimento com todos ao meu redor, principalmente com a minha família. Eu queria ter a certeza de que vou continuar achando felicidade em todas os projetos que me envolver, em todos os empregos que eu tiver.

Meus olhos brilham quando leio a palavra ‘felicidade’ em um texto ou outro. Brilham quando vejo projetos que refletem sobre isso e que alegram a vida de quem os faz ou de quem é afetado por eles.

E meus olhos brilharam quando vi o Glück Project, um projeto de um casal super bem sucedido que largou tudo, pediu demissão e foi pro mundo pesquisar e investigar a felicidade. Eles se mudaram para Berlim e de lá instigam e se questionma sobre esse sentimento tão ímpar e importante na vida. gluck project

Os textos são incríveis, o design é bonitinho, a bibliografia e as fontes pesquisadas vão das filosóficas às econômicas. É interessante e nos faz endoidecer vendo tanta falta de felicidade a nossa volta – por que tem que ser assim?

Gluck project2

Palavras chave: investigação, felicidade, reflexão.

Blog: http://www.gluckproject.com.br/

Achei o Gluck nesse link aqui ó: (tem um monte de outros links de projetos legais sobre felicidade lá também) http://chocottone.com/blog/index.php/2013/10/04/em-busca-da-felicidade/

Anúncios

Autor: isa

mundo ♦ sonhos ♦ arte ♦ moda ♦ design

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s